De 26 de Maio a
03 de Junho de 2018

Músicas

A Bandeira do Divino

Os devotos do Divino
vão abrir sua morada
pra bandeira do Menino
ser bem-vinda, ser louvada.

Deus nos salve esse devoto
pela esmola em Vosso nome
dando água a quem tem sede
dando pão a quem tem fome.

A bandeira acredita
que a semente seja tanta
que esta mesa seja farta
que esta casa seja santa.

Que o perdão seja sagrado
que a fé seja infinita
que o homem seja livre
que a justiça sobreviva.

Assim como os três reis magos
que seguiram a estrela guia
a bandeira segue em frente
atrás de melhores dias.

No estandarte vai escrito
que Ele voltará de novo
e o Rei será bendito
Ele nascerá do povo.

Vem Espírito Santo, vem

Vem Espírito Santo, vem!
Vem iluminar!

Nossos caminhos, vem iluminar
Nossas idéias, vem iluminar
Nossas angústias, vem iluminar

Vem Espírito Santo, vem!
Vem iluminar!

Toda Igreja, vem iluminar
A nossa vida, vem iluminar
Nossas famílias, vem iluminar
Toda a Terra, vem iluminar

Vem Espírito Santo, vem!
Vem iluminar!

Os servidores, vem iluminar
Nossos padres, vem iluminar
Comunidades, vem iluminar
Todo o povo, vem iluminar, vem iluminar

Vem Espírito Santo, vem!
Vem iluminar!

Nossos pastores, vem iluminar
O nosso bispo, vem iluminar
Seu rebanho, vem iluminar

Vem Espírito Santo, vem!
Vem iluminar!

Eu Navegarei

No oceano do Espírito
E ali adorarei
Ao Deus do meu amor (bis)
Espírito, Espírito
Que desce como fogo.
Vem como em Pentecostes,
E enche-me de novo (bis)
Eu adorarei
Ao Deus da minha vida,
Que me compreendeu,
Sem nenhuma explicação (bis)
Eu servirei ao meu Deus fiel,
Ao meu libertador
Aquele que venceu (bis)

A nós descei divina luz

A nós descei, Divina luz,
A nós descei, Divina luz,
Em nossas almas acendei
O amor, o amor de Jesus. (bis)

Vinde Santo Espírito | e do céu mandai | de tua luz um raio.
Vinde pai dos pobres, | Doador dos dons, | Luz dos corações,
Grão consolador | nossa alma habituais | e nos confortais.
Na fadiga, | no ardor brandura | e na dor ternura.

A nós descei, Divina Luz,
A nós descei, Divina Luz,
Em nossas almas acendei
O amor, o amor de Jesus.

Ó luz venturosa, | que nossos clarões | encham os corações
Sem vosso poder | nada há no vivente, | nada de inocente.
Lavai o impuro | e regai o seco | curai o enfermo.
Dobrai a dureza, | aquecei o frio, | livrai do desvio.

A nós descei, Divina Luz,
A nós descei, Divina Luz,
Em nossas almas acendei
O amor, o amor de Jesus.

Aos vossos fiéis | que confiastes oram, | dai os sete dons.
Dai virtude e prêmio | e no fim dos dias | eterna alegria.

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia.

Saudação da morada

Ó Deus salve o oratório!
Ó Deus salve o oratório!
Onde Deus fez a sua morada
Oi! Ai! Meu Deus!
Onde Deus fez sua morada, oi, ai.

Onde mora o calix bento,
Onde mora o calix bento,
E a hóstia consagrada
Oi! Ai! Meu Deus!
E a hóstia consagrada, oi, ai.

De Jessé nasceu a vara,
De Jessé nasceu a vara,
Da vara nasceu a flor
Oi! Ai! Meu Deus!
Da vara nasceu a flor, oi, ai.

E da flor nasceu Maria,
E da flor nasceu Maria,
De Maria o Salvador
Oi! Ai! Meu Deus!
De Maria o Salvador, oi, ai.

Apoio